WeCreativez WhatsApp Support
Fale com nosso atendimento via WhatsApp
Opa, como posso ajudar? 😉
13.8 C
Limeira
21/07/2024

Suzano contribui para a biodiversidade e registra 26 espécies da fauna e flora ameaçadas de extinção em São Paulo

- Publicidade -spot_imgspot_img
-Publicidade -spot_imgspot_img

Em 2023 foram identificadas 26 espécies ameaçadas de extinção nas Áreas de Alto Valor de Conservação da Suzano (AAVC), sendo 13 de fauna e 13 de flora

Com mais de 133 mil hectares de área destinada à conservação da biodiversidade somente no Estado de São Paulo, a Suzano, maior produtora mundial de celulose e referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir de árvores plantadas de eucalipto, tem contribuído para a preservação do meio ambiente por meio do manejo sustentável. A empresa registrou 26 espécies da fauna e da flora que estão ameaçadas de extinção, como as aves bicudinho-do-brejo-paulista (Formicivora paludicola), o corocoxó (Carpornis cucullata) e o pica-pau dourado (Piculus aurulentus), além dos mamíferos bugio-ruivo (Alouatta guariba clamitans), o sagui-da-serra escura (Callithrix aurita), o gato-do-mato-pequeno (Leopardus guttulus); a jaguatirica (Leopardus pardalis); e o tamanduá-Bandeira (Myrmecophaga tridactyla).

As espécies foram identificadas pela empresa em 2023, por meio do Plano de Monitoramento da Biodiversidade, que tem como objetivo gerenciar os monitoramentos de biodiversidade (fauna e flora) realizados principalmente nas Áreas de Alto Valor de Conservação (AAVCs) da Suzano. Ao todo, foram registradas 308 espécies da fauna silvestre, sendo 250 aves, 26 mamíferos, 27 anfíbios e cinco espécies de répteis. “Esses resultados compreendem uma riqueza relevante no contexto regional. As aves identificadas correspondem a mais de 31% das espécies registradas no Estado de São Paulo”, afirma Maria Rangel, consultora de Soluções Baseadas na Natureza (SbN).

“A presença de espécies ameaçadas de extinção em nossas áreas vem ao encontro do propósito da empresa, que é o de renovar a vida a partir da árvore, e ao nosso compromisso de contribuir para a conservação da biodiversidade nas regiões onde a empresa mantém operações. O Plano de Monitoramento da Biodiversidade é um instrumento muito importante para garantirmos que o manejo florestal seja feito de forma responsável, promovendo a manutenção, melhoria da biodiversidade, protegendo ecossistemas e espécies”, completa Beatriz Barcellos Lyra, coordenadora de Soluções Baseadas na Natureza (SbN) da Suzano.

Dentre as várias estratégias de sustentabilidade, a técnica de plantio adotada pela Suzano, que intercala as áreas de plantio de eucalipto com áreas naturais protegidas, propicia um ambiente adequado para a conservação dos ecossistemas e a reprodução da fauna e da flora. “Na Suzano entendemos que só é bom para nós se for bom para o mundo, por isso as práticas de manejo sustentável e de conservação ambiental, contribuem para que as áreas se tornem morada segura para centenas de espécies de animais silvestres e vegetação nativa, muitas delas ameaçadas de extinção”, afirma.

A Casa da Floresta, uma das empresas parceiras da Suzano no monitoramento da fauna e da flora em suas áreas florestais há mais de 23 anos, desempenha um papel fundamental nesse processo. Nos últimos dois anos, a empresa fez o registro de grandes mamíferos dispersores de sementes, como a anta, além de predadores de topo de cadeia como a onça parda e a jaguatirica. O coordenador de projetos da Casa da Floresta, Daniel Henrique Homem, ressalta a importância do trabalho de monitoramento da biodiversidade. “Os monitoramentos contribuem para adoção de outras medidas de conservação, como a restauração de algumas áreas, ligando fragmentos e populações que não estão mais conectadas na paisagem, como já ocorre na Suzano, além de propor espécies alvo para a recomposição das áreas, otimizando o processo de restauração ecológica”, destaca.

Monitoramento

A Casa da Floresta realiza os monitoramentos de biodiversidade que inclui mamíferos, aves, anfíbios, répteis e vegetação nativa com métodos específicos para cada grupo. As equipes utilizam equipamentos de proteção individual, câmeras, binóculos, instrumentos de medição e ferramentas para preparar a área e instalar armadilhas fotográficas.

Para os mamíferos, o monitoramento inclui armadilhas fotográficas em pontos estratégicos, que capturam imagens quando acionadas por sensores, e transecções de pegadas, com caminhadas para o avistamento e registro de espécies ou de seus vestígios. O monitoramento de aves é realizado por pesquisadores pela manhã, que escutam e observam as espécies em pontos estratégicos e percorrem trajetos específicos para identificá-las. Para répteis e anfíbios, a busca é realizada ao longo de um percurso para determinar o número de exemplares de cada espécie detectada, seja visualmente ou por vocalizações.

Para a flora, são instaladas parcelas permanentes em áreas de vegetação nativa, onde árvores são medidas e identificadas.

Sobre a Suzano

A Suzano é a maior produtora mundial de celulose, uma das maiores produtoras de papéis da América Latina, líder no segmento de papel higiênico no Brasil e referência no desenvolvimento de soluções sustentáveis e inovadoras a partir de matéria-prima de fonte renovável. Nossos produtos e soluções estão presentes na vida de mais de 2 bilhões de pessoas, abastecem mais de 100 países e incluem celulose, papéis para imprimir e escrever, papéis para embalagens, copos e canudos, papéis sanitários e produtos absorventes, além de novos bioprodutos desenvolvidos para atender a demanda global. A inovação e a sustentabilidade orientam nosso propósito de “Renovar a vida a partir da árvore” e nosso trabalho no enfrentamento dos desafios da sociedade e do planeta. Com 100 anos de história, temos ações nas bolsas do Brasil (SUZB3) e dos Estados Unidos (SUZ). Saiba mais na página www.suzano.com.br

- PUBLICIDADE -spot_imgspot_img
Veja também...
- Publicidade -spot_img
LOCAL
- Publicidade -spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Descubra mais sobre Guia Limeira

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading