27.4 C
Limeira
21/05/2024

Brasil encerra GP de Antalya de judô paralímpico na 3ª posição

- Publicidade -spot_imgspot_img
-Publicidade -spot_imgspot_img


O Brasil encerrou o Grand Prix de Antalya (Turquia) na terceira colocação geral após conquistar nesta terça-feira (2) mais cinco medalhas. Foram dois ouros – com Érika Zoaga (+70 kg J1, para atletas cegos) e Wilians Araújo (+90 kg J1) – uma de prata – com Alana Maldonado (até 70 kg J2, para atletas com baixa visão) – e dois bronzes – com Brenda Freitas (até 70 kg, J1) e Rebeca Silva (+70 kg, J2).

Um dos destaques do dia, a sul-mato-grossense Érika Zoaga, de 35 anos, afirmou que a conquista na Turquia aumenta a sua confiança de alcançar a classificação para a próxima edição dos Jogos Paralímpicos: “Desafio e superação, é o que posso dizer desse resultado. Estou muito feliz e emocionada por saber que o sonho de chegar em Paris está cada vez mais perto. Sigo cada vez mais focada, porque ainda tenho um caminho a percorrer antes disso”.

O paraibano Wilians Araújo, de 32 anos, também recebeu a medalha como um estímulo extra para alcançar a vaga em Paris 2024: “Mais um degrau alcançado. O sonho de Paris está muito vivo, a cada dia tendo mais confiança. Só tenho de agradecer a todos que não medem esforços para que estejamos aqui em alto nível”.

Com as cinco medalhas desta terça, a equipe brasileira fechou a competição com o total de oito pódios, após as pratas de Rosi Andrade (até 48 kg J1) e de Elielton Oliveira (até 60 kg J1) e o bronze de Thiego Marques (até 60 kg J2).

A China foi a campeã do Grand Prix de Antalya (com quatro medalhas douradas, duas de prata e duas de bronze) e foi seguida pelo Uzbequistão (que somou três ouros e um bronze).



Agência Brasil

- PUBLICIDADE -spot_imgspot_img
Veja também...
- Publicidade -spot_img
LOCAL
- Publicidade -spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Descubra mais sobre Guia Limeira

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading