Curso de som automotivo visa qualificação de adolescentes

Curso de som automotivo visa qualificação de adolescentes

139
0
COMPARTILHAR

Adolescentes de 14 a 17 anos que frequentam o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) do Ceprosom iniciaram nesta segunda-feira (9) um curso básico de “Instalação e manutenção em sistemas de som automotivo”, no Senai. Serão 40 horas de aula, em que os 16 alunos selecionados irão aprender os conceitos fundamentais de eletricidade, tipos de amplificadores e construção de caixas acústicas.

A chefe de Setor da Proteção Social Básica do Ceprosom, Elis Costa da Silva, esclareceu que o objetivo é investir no ensino e na qualificação profissional do adolescente, facilitando a inserção no mercado de trabalho formal. “Capacitar é ferramenta vital para o trabalhador e os adolescentes atendidos pelos SCFV terão essa oportunidade”, disse.

Além dessa primeira turma, Elis informou que o Ceprosom já fechou contrato com o Senai para outras duas edições do curso. Ela ressaltou que todas as vagas já foram preenchidas, com jovens dos bairros Victor D’Andrea, Cecap e Parque Hipólito. “Espero que vocês aproveitem ao máximo essa chance”, disse aos alunos, durante a aula inaugural.

O curso será ministrado pelo professor Carlos Henrique Tiriaco Moura, que atua no Senai há 16 anos e que está em contato permanente com as montadoras para atualizar-se profissionalmente. Moura afirmou que além do conteúdo teórico, haverá aulas práticas sobre o tema.

Um dos alunos é Jean Carlos Ferreira da Silva Carvalho, de 16 anos, que atualmente está no primeiro ano do Ensino Médio. Ele contou que gosta muito dessa área e que a iniciativa poderá facilitar a conquista de um emprego. Outra aluna, Ana Paula Almeida Dias, de 15 anos, também acredita que a capacitação irá ajudá-la a ingressar no mercado de trabalho. “Achei a proposta bem interessante”, disse.

O coordenador de Relacionamento com a Indústria do Senai, Edvaldo Antonio de Oliveira, conversou com os inscritos e falou um pouco sobre o trabalho desenvolvido pela instituição. “Atualmente o Senai mantém 92 escolas e 74 unidades móveis.” O coordenador deu as boas-vindas aos adolescentes e recomendou que eles dediquem-se aos estudos. “Aproveitem a oportunidade e venham com bastante entusiasmo”, frisou Edvaldo, que é ex-aluno do Senai.

Já a presidente o Ceprosom, Maria Aucélia Damaceno, destacou que o governo Mario Botion, por meio da Autarquia, tem investido na formação em diversas áreas para inclusão dos munícipes no mundo do trabalho. Ela observou que o incentivo à qualificação, e consequentemente, à construção de um futuro autônomo, é um direito e integra as ações de proteção social. “Temos trabalhado com os adolescentes do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos na perspectiva de superação de vulnerabilidades e conquistas sociais”, concluiu.

SEM COMENTÁRIOS