Prefeito entrega novo uniforme a ecocoletores

Prefeito entrega novo uniforme a ecocoletores

364
0
COMPARTILHAR

Para marcar o encerramento das atividades, deste ano, do Projeto Reciclar Solidário cerca de 100 ecocoletores se reuniram, nesta manhã (03), no auditório da Biblioteca Municipal. Na oportunidade, eles receberam o novo uniforme – fornecido pela Prefeitura de Limeira. O prefeito Mario Botion, a presidente do Ceprosom (Centro de Promoção Social Municipal), Maria Aucélia Damaceno e o vereador Estevão Nogueira marcaram presença. E falaram ao público presente.

Os ecocoletores pertencem a cinco grupos. Com frequência, eles participam de reuniões socioeducativas, as quais são promovidas – além do Ceprosom – pelas secretarias municipais de Saúde, Meio Ambiente e Agricultura, Obras e Serviços Públicos e Mobilidade Urbana. “Fazemos um acompanhamento mensal dos ecocoletores, através da cooperativa, ecopontos e coletores de rua. Todos recebem orientações, além de uma cesta básica”, conta o prefeito.

Maria Lúcia Pereira da Silva, 40 anos, coleta recicláveis há dois anos na região do Lagoa Nova – bairro em que mora. Segundo ela, as orientações recebidas através da prefeitura tornaram a atividade mais profissional. “Comecei por conta própria. Agora, tenho mais noção do que se pode ou não no trabalho de coleta de material reciclável”, comenta. Ela recolhe de tudo – papelão, lata, ferro, vidro e plástico. E isso lhe garante aproximadamente R$ 250 a cada duas semanas.

Quem também complementa a renda com a coleta e venda de recicláveis é o aposentado Benedito Antonio de Lima, 86. Sua área de atuação é o Jardim Planalto. “Atualmente, percorro a região em que moro duas vezes por semana. Tenho conseguido um rendimento em torno de R$ 800”, fala.

Durante o encerramento das atividades, a chefe de Divisão de Resíduos Sólidos, Isabela Giacon Pitton apresentou os números da coleta na cidade. Diariamente, o lixo doméstico soma 200 toneladas. Já a coleta seletiva – feita pelos ecocoletores – rende duas mil toneladas/ano, o que ajuda a desafogar o aterro sanitário. O ecoponto e o Reciclar Solidário arrecadam mil toneladas/ano, cada um deles. “Gostaria de agradecer a cada um de vocês pelo importante trabalho que desenvolvem em nossa cidade. Pode parecer pouco o que vocês coletam, mas não é. É um volume muito significativo e que colabora bastante com o nosso meio ambiente”, destaca o chefe do Executivo.

A prefeitura planeja lançar, em breve, um projeto piloto de coleta seletiva. “Esse tipo de coleta é fundamental”, destaca o prefeito. Sobre isso, o diretor de educação ambiental da Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura, Augusto Schiavetto, emenda: “quanto mais as pessoas separarem o lixo, em suas casas, mais fácil ficará para os coletores. A separação para eles traz um ganho imenso.”

SEM COMENTÁRIOS