Home Local Evento literário reúne mais de 710 crianças para celebrar Semana do Livro

Evento literário reúne mais de 710 crianças para celebrar Semana do Livro

172
0

Um dia voltado à contação de histórias e ao incentivo à leitura marcou a Semana Nacional do Livro e da Biblioteca. A celebração aconteceu hoje (23), no Teatro Nair Bello e nos espaços da Biblioteca Pedagógica, da Secretaria de Educação, que organizou o evento literário. A iniciativa teve como tema “Histórias que Ensinam” e mais de 710 alunos de escolas municipais e particulares de Limeira participaram durante todo o dia. Na ocasião, também ocorreu um bate-papo sobre contação de histórias com cerca de 70 pessoas.

Na abertura do evento, pela manhã, aconteceu a contação de “Caju, uma história de amor”, por Carmelina de Toledo Piza, que interagiu e conversou com a criançada. A diretora pedagógica Adriana Dibbern Capicotto participou e representou o secretário de Educação, André De Francesco. À tarde, os alunos assistiram à contação de “O trem da amizade”, de autoria de Wolfgang Slawski, também por Carmelina. Depois, os alunos participaram das “Estações por Gêneros Literários”, oferecidas pela manhã para uma turma de alunos e à tarde para outra.

As atividades das estações aconteceram paralelamente com seis sessões de contação de histórias de gêneros literários diferentes: poesia, contos, fábulas e lendas para diferentes turmas de alunos, que também confeccionaram um recurso auxiliar, como fantoches, cenários, construção com sucatas, desenhos e painéis. Eles ganharam, ainda, um exemplar do livro utilizado na contação de histórias em cada estação literária. Os livros foram doados pela Fundação Educar DPaschoal, por meio do projeto “Leia Comigo”.

A bibliotecária Taciana Lefcadito Alvares explica que a ideia do evento é potencializar a formação de um novo leitor, e oportunizar o acesso ao livro, com incentivo ao gosto pela leitura por meio da imaginação e do lúdico. “O objetivo é incentivar a leitura e a construção do conhecimento através da difusão do livro, da informação e do acesso a diversas formas de manifestações artísticas e culturais e abordar temas diversos a respeito de valores humanísticos, diversidade, pluralidade e exercício da cidadania”, salienta.

Contadora há 27 anos, Carmelina elogiou a iniciativa da prefeitura. “Esse evento é muito importante, principalmente pela coragem e a vontade de mobilizar tantas crianças e professores. O que mais desejo é vê-las [crianças] ouvindo histórias, lendo um livro, viajando com os personagens, com o livro nas mãos”, falou. O contador de histórias Anderson Brongna também enalteceu o projeto. “Ele permite que a criança saia da sala de aula, se encantando além das paredes, e podendo ter contato com outras crianças e entender que há um mundo muito maior. É uma quebra de barreiras”, definiu ele.

CONTAR HISTÓRIA

Carmelina e Anderson também foram responsáveis por um bate-papo com cerca de 70 pessoas, entre educadores, pais e outros interessados. A iniciativa, dentro da estação “Contar História”, teve o objetivo de conversar com as pessoas e abordou a riqueza da contação de histórias na infância e sua importância no desenvolvimento da criança. A iniciativa também foi organizada pela Biblioteca Pedagógica, dentro do evento literário.

Ambos contadores também lançaram, na ocasião, um curso de Ensino à Distância (EAD) para capacitar pessoas interessadas para contarem de histórias. Segundo eles, o projeto é voltado a todas pessoas, com aulas teóricas e práticas, com base na metodologia “A arte de contar histórias”, de Carmelina.