E.E. Prof. Gabriel Pozzi recebe espetáculo de rua no XV Festival Nacional...

E.E. Prof. Gabriel Pozzi recebe espetáculo de rua no XV Festival Nacional de Teatro de Limeira

102
0
COMPARTILHAR

O XV Festival Nacional de Teatro de Limeira chegou à Escola Estadual Professor Gabriel Pozzi na tarde de ontem (21). A iniciativa faz parte do projeto de descentralização presente no plano de governo do prefeito Mario Botion. A realização do evento é da Prefeitura de Limeira, por meio da Secretaria de Cultura.

A Cia Talagadá apresentou aos alunos e funcionários da escola o espetáculo “Romeu e Julieta” que trouxe cinco moradores de rua que, em meio ao lixo e tralhas, tentam subverter essa situação por meio do universo lúdico, no qual suas figuras grotescas interpretam a si mesmas, utilizando-se de objetos, instalações, assemblagens, música e performance para recontar, a seu modo, o clássico Romeu e Julieta de William Shakespeare, cujo fim trágico é de conhecimento de todos. Porém, as metáforas dos fatos que antecedem seu desfecho trouxeram surpresa.

O secretário de Cultura, José Farid Zaine, esteve presente na apresentação, e também representou o prefeito Mario Botion.“É um prazer estar aqui na escola Gabriel Pozzi e usar este espaço para receber um espetáculo de rua. Vocês, agora, recebem e participam de um festival de porte nacional, em uma apresentação exclusiva. É um marco para a história da escola e do festival”, disse.

A iniciativa foi aprovada também pela escola. “É uma ótima ideia trazer o festival aqui. É interessante trabalhar essa parte diversificada, já que temos clube e matérias eletivas de teatro. O festival vem para incentivar e desenvolver essa arte com os nossos alunos”, relatou a diretora Ana Márcia de Paulo Paglioni.

Os alunos também aprovaram a participação no festival, ainda mais por contarem com as matérias eletivas, como a intitulada “Projeto de Vida”, que incentiva o interesse dos alunos pelas artes. “Gostei, porque no Ensino Integral temos o ‘Projeto de Vida’ e com a apresentação muitos abriram a mente e foram influenciados a seguir a arte como uma carreira”, disse Aline Glaucia de Souza.

Já Rayssa Trentin Bueno comentou que a atividade foi “um modo de reunir os alunos e demonstrar a cultura através do teatro. E teve uma crítica também que ajuda os alunos a pensarem um pouco mais”. Rafaela Almeira R. de Sousa foi selecionada para participar de cenas durante o espetáculo e revelou que sempre teve interesse pela arte. “O espetáculo influencia a querer participar do teatro. Eu posso perceber que tanto eu como meus amigos se animaram. Sempre quis participar, é uma coisa que faz a gente perder a vergonha”, contou.

A descentralização da cultura também é um tópico bem avaliado pelas estudantes. “Tem gente que não tem condições de ir ao teatro, então o teatro vir até nós foi muito bom. Estimula o ‘Projeto de Vida’, além da crítica social ser maravilhosa”, enfatizou Maria de Fátima F. Clementino.

O Festival Nacional de Teatro de Limeira segue até domingo com espetáculos adulto, infantil e de rua, além da premiação. A programação completa pode ser conferida pelo site www.limeira.sp.gov.br/festivaldeteatro.

SEM COMENTÁRIOS