Governo de SP lança ‘Hora Marcada’ para agendar consultas e exames

Governo de SP lança ‘Hora Marcada’ para agendar consultas e exames

75
0
COMPARTILHAR

O Governador João Doria apresentou nesta terça-feira (16), na Prefeitura de Ribeirão Preto, o “Hora Marcada”, aplicativo que visa otimizar o acesso e o conforto dos usuários do SUS, funcionando como uma “agenda digital de saúde”. O app foi desenvolvido pela Prodesp, empresa de dados e informática do Governo do Estado.

“O Hora Marcada será uma referência nacional. Começa em Ribeirão Preto, vai pra toda a região e, na sequência, vai pra todo o Estado de São Paulo. O mundo é da tecnologia, que ajuda a saúde pública”, disse Doria. Ribeirão Preto já disponibiliza o app para pacientes de dez Unidades Básicas de Saúde (confira a lista aqui). A implantação será expandida gradativamente no município e, na sequência, para outras cidades do Estado.

O projeto piloto começou na UBS José Sampaio – Dr. Rubens Nicoletti Filho, em 17 de junho. Em menos de um mês, foi ampliado para outras nove UBS, sendo a mais recente a de Vila Mariana, onde o app passou a ser disponibilizado nesta segunda-feira (15). O evento também contou com a presença do Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann Ferreira, do Presidente da Prodesp, André Arruda, e do Prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira.

O “Hora Marcada” permite visualizar as datas e horários de agendamentos de consultas e exames, além de cancelamentos e reagendamentos. É possível solicitar agenda de clínico geral, ginecologista, pediatra e odontologista da UBS de referência. Para agendamento de especialidades e exames, é necessário o encaminhamento médico da UBS.

O aplicativo também pode ser utilizado por mais de uma pessoa. Crianças e idosos podem ser cadastrados por seus cuidadores mediante comprovação de responsabilidade e apresentação do cartão SUS em uma UBS de vínculo.

Para ter acesso ao “Hora Marcada”, o paciente deverá baixar o aplicativo, disponível gratuitamente na Google Store e, em breve, na Apple Store. Após a instalação, é preciso preencher informações básicas como número do cartão SUS e CPF. O “passo a passo” do uso pode ser consultado em horamarcada.saude.sp.gov.br, onde há um vídeo tutorial e uma relação de Perguntas Frequentes para orientar a população.

Contratação HC Ribeirão e AMEs Ribeirão

O Governador também autorizou a contratação de 210 novos profissionais para reforçar o quadro clínico do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (HCFMRP). Poderão ser contratados 36 médicos, 46 enfermeiros, 90 técnicos de enfermagem, 30 Agentes Técnicos de Assistência à Saúde, três técnicos de laboratório, dois Agentes Técnicos de Saúde, dois Auxiliares de Saúde e um Agente de Saúde. A autorização foi publicada em Diário Oficial do último sábado (13) e prevê o aproveitamento de remanescentes de concursos públicos com prazo de validade vigente.

Outra autorização foi para implantação do AME (Ambulatório Médico de Especialidades) Mais, por convênio entre a Secretaria de Estado da Saúde e a prefeitura. Caberá ao Governo do Estado os investimentos para compra dos equipamentos da unidade e para o custeio, após a conclusão das obras físicas, que serão de responsabilidade da prefeitura. O Governador também autorizou a implantação do AME Mulher no Centro de Referência da Saúde da Mulher de Ribeirão Preto.

Centro de Operações da PM

Durante o evento, Doria autorizou a contratação da empresa que construirá a nova sede do Centro de Operações da Polícia Militar de Ribeirão Preto. Com investimento total de R$ 15,4 milhões, a estimativa é que as obras comecem em agosto. Outros R$ 17 milhões devem ser destinados para a infraestrutura tecnológica da unidade, beneficiando cerca de 3,7 milhões de habitantes de 93 municípios da região.

O prédio permanecerá no mesmo imóvel, na Avenida Cavalheiro Paschoal Inechi, 1.538, no Jardim Independência. A unidade contará com 60 pontos de atendimento e 25 de despacho e irá integrar o atendimento de todos os serviços emergenciais, como o da Polícia Militar (190), Samu (192), Corpo de Bombeiros (193), trânsito urbano, Guardas Civis Municipais (GCMs) e outros serviços municipais.

Além disto, a unidade terá posições de multiagência e videomonitoramento (PV), chefes de operações do policiamento e do bombeiro, médico regulador do Grupo de Resgate e Atendimento às Urgências e Emergências (Grau), além de salas de equipe técnica e de gerenciamento de crise.

A medida vai aperfeiçoar o sistema de Segurança Pública na região, possibilitando atendimento com maior qualidade, rapidez e eficiência, além de aumentar a percepção de segurança da população atendida, seja por meio do atendimento remoto ou pela maior agilidade no processamento e despacho de viaturas (tempo resposta).

Novo hospital de Serrana

Mais tarde, em Serrana, o Governador e o Secretário também inauguraram, oficialmente,o novo Hospital Estadual de Serrana, referência para uma população de aproximadamente 1,3 milhão de habitantes de 26 cidades da região de Ribeirão Preto.

“Quando fui informado, em janeiro, de que esse hospital estava em etapa final pra ser concluído e com 12 anos de obra, decidi que tínhamos que terminar. Pedi ao Secretário [da Fazenda e Planejamento] Henrique Meirelles prioridade de recursos para que esses R$ 19 milhões finais pudessem ser investidos e ao Secretário José Henrique Germann para coordenar isso com o prefeito de Serrana”, declarou Doria.

Foram investidos R$ 19,1 milhões para compra de equipamentos, mobiliários e adequação do imóvel. A unidade contará com 74 leitos, dez leitos de Terapia Intensiva e duas salas cirúrgicas, contando com cerca de 500 profissionais, incluindo 61 médicos.

Os atendimentos ambulatoriais tiveram início em 11 de abril, com consultas em especialidades como Gastrocirurgia, Cirurgia de Cabeça e Pescoço, Cirurgia Vascular, Proctologia e Ortopedia. Também já são ofertados exames de ultrassom, tomografia e endoscopia, além de internações, quando necessário.

Como todo novo serviço de saúde, as atividades serão ampliadas gradativamente, com a oferta de outras especialidades médicas e não médicas. Com a capacidade plena, o hospital terá capacidade para fazer em média 1,5 mil atendimentos por mês, entre consultas médicas e não médicas, exames e procedimentos cirúrgicos.

Em 2019, o custeio será de aproximadamente R$ 26 milhões, com recursos do Tesouro estadual e os atendimentos são feitos de forma referenciada. A unidade recebe pacientes encaminhados pela Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (CROSS) ou por outros serviços de saúde.

Serão oferecidas especialidades médicas em Anestesiologia, Clínica Médica, Cirurgia de Cabeça e Pescoço, Cirurgia Vascular, Gastrocirurgia, Neurologia, Ortopedia (membro superior e membro inferior), Proctologia e Psiquiatria. E, entre as não médicas, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Nutrição, Psicologia e Terapia Ocupacional.

A unidade está localizada no Centro de Serrana e é gerida em parceria com a Fepa (Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Assistência) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, pertencente à USP.

SEM COMENTÁRIOS