Segunda turma da Escola de Construção Civil encerra curso e alunos são...

Segunda turma da Escola de Construção Civil encerra curso e alunos são certificados

39
1
COMPARTILHAR

A segunda turma da Escola de Construção Civil – modalidade pedreiro – encerrou o curso nesta quinta-feira (11), na Fábrica de Mobiliário Urbano de Limeira (Famul). Na ocasião, os 11 alunos, que concluíram a capacitação de 60 horas, foram certificados pela primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Roberta Botion, e pela secretária de Habitação, Marcela Siscão. A cerimônia também foi acompanhada pela presidente do Ceprosom, Maria Aucélia Damaceno, e pelo professor do curso, o engenheiro civil da prefeitura, Neil Amstrong Tavares de Carvalho.

O curso é oferecido pelo município por meio de um convênio com o Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo (Fussesp), em parceria com Fundo Social de Solidariedade de Limeira e a Secretaria de Habitação. O curso teve aulas teóricas e práticas e informações básicas para leitura de projeto, assentamento de alvenaria e instalação hidráulica. Os participantes foram selecionados pelo Ceprosom, por meio do Centro de Referência de Assistência Social (Cras).

A primeira-dama representou o prefeito Mario Botion e definiu como gratificante o sucesso do curso. Ela relembrou a ocasião em que buscou a parceria com o Fundo Social do Estado para oferecer o curso em Limeira. “Só tenho a agradecer a confiança de vocês no nosso trabalho. Com essa capacitação, vocês estarão muito mais qualificados para o mercado de trabalho”, destacou Roberta. Ela enalteceu, também, a participação feminina do curso. Três mulheres concluíram a capacitação, mesmo número da primeira turma, mas a tendência é que para as próximas turmas, mais mulheres participem.

Marcela Siscão parabenizou os alunos pela conclusão do curso. “Vocês terão um diferencial no mercado de trabalho e também poderão colocar em prática o que aprenderam na teoria e na prática em suas casas”, comentou. A secretária ainda destacou a presença de mulheres no curso e que isso mostra que elas também têm espaço nesse mercado. Aucélia, por sua vez, elogiou o conteúdo do curso, que traz diferentes visões para a geração de renda. A presidente do Ceprosom enfatizou que a participação das mulheres nesse curso deve ser incentivada.

Uma dessas mulheres que concluiu as 60 horas de capacitação é Kelly Regina da Costa. Moradora do bairro Ernesto Kuhl, ela quer trabalhar na área. “Esse curso foi muito importante, pois abriu muitas portas para nós, principalmente as mulheres. Foi uma ótima oportunidade participar do curso”, contou. José Carlos da Silva Ferreira também pretende seguir carreira na área. “Agradeço à Prefeitura por esse curso. É um projeto muito bom e que deve continuar”, afirmou. Os alunos certificados receberam um kit de ferramentas de pedreiro pela conclusão do curso.

1 Comentário

Comments are closed.