Limeira terá novo hospital da Unimed; projeto inclui revitalização do Palacete Tatuibi

Limeira terá novo hospital da Unimed; projeto inclui revitalização do Palacete Tatuibi

194
0
COMPARTILHAR

O prefeito Mario Botion e o diretor-presidente da Unimed Limeira, Carlos Roberto Nogueira dos Santos, anunciaram nesta quinta-feira (20) a ampliação do hospital da Cooperativa. Com 12,7 mil metros quadrados de área construída, o novo edifício ficará ao lado da atual sede, no centro da cidade. O empreendimento terá 15 pavimentos, 15 novos leitos de UTI e seis novas salas de cirurgia. O investimento será da ordem de R$ 90 milhões e contempla, ainda, R$ 1,8 milhão para restauração do Palacete Tatuibi. O início das obras está previsto para 2019.

O anúncio ocorreu durante coletiva à imprensa no Edifício Prada (Paço Municipal) e contou com a presença do vice-prefeito Júlio Pereira dos Santos, o Dr. Júlio, da primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Roberta Botion, dos secretários Vitor Santos (Saúde), Matias Razzo (Urbanismo) e Edison Moreno Gil (Gabinete), entre outros secretários municipais.

Botion parabenizou a diretoria da Unimed pela construção da nova unidade, em especial ao ex-diretor superintendente João Zaros – um dos idealizadores da iniciativa. O prefeito destacou a relevância dos serviços oferecidos pelo Hospital ao longo de seus 36 anos de existência. “Certamente esse novo hospital irá elevar ainda mais a qualidade dos serviços prestados aos nossos cidadãos”, frisou.

A restauração do Palacete Tatuibi, localizado ao lado do Bosque Prefeita Maria Thereza, foi outro aspecto abordado pelo prefeito. A iniciativa é uma contrapartida financeira da Unimed conforme a legislação de “Outorga Onerosa”, considerando-se que a área está dentro de uma “Zona de Intervenção Estratégica”. Segundo o prefeito, o projeto de restauro está sob análise do Condephali (Conselho Municipal de Defesa do Patrimônio Histórico e Arquitetônico do Município de Limeira). “Provavelmente esse espaço sediará o Centro de Memória”, disse Botion.

O projeto do empreendimento foi elaborado pelo arquiteto Lauro Miquelin seguindo conceitos de sustentabilidade, funcionalidade e humanização. Para tanto, o edifício terá tecnologias avançadas para proporcionar baixo consumo de água e de energia elétrica. A obra será dividida em três etapas e a previsão é de que o projeto seja concluído em até quatro anos.

Outro destaque será a ampliação do número de leitos hospitalares, que passará das atuais 72 para 150 vagas. A construção ainda prevê 15 novos postos de tratamento ambulatorial para pacientes com câncer, novas áreas de farmácia, esterilização e recepção. Conforme Miquelin, o edifício será construído sem paralisação dos atuais serviços prestados.

Humanização

A honra e a alegria proporcionada pela ampliação do hospital foi destacada pelo vice-prefeito. “Esse sonho começou lá atrás. Estou duplamente feliz. Sou cooperado há mais de 30 anos e tive o privilégio de ser o primeiro diretor clínico do então pronto atendimento da Unimed, na Rua Senador Vergueiro”, disse. Dr. Júlio falou da preocupação do hospital com a humanização e o bem-estar dos pacientes. “Queremos agradecer a tudo aquilo que a Unimed tem feito, sobretudo ao trabalho efetivo de toda diretoria.”

O diretor-presidente da Unimed Limeira enalteceu o empenho do prefeito Mario Botion na consolidação do projeto. Nogueira dos Santos também falou da importância econômica do hospital, responsável pela manutenção de 900 empregos diretos e 2 mil indiretos. Quanto ao novo edifício, ele observou que a UTI permitirá a visualização do meio externo, a fim de garantir mais conforto aos pacientes internados. “Estamos oferecendo esse presente aos cidadãos e devolvendo a Limeira tudo aquilo que elas nos ofertou até agora. É um sonho que está se realizando”, salientou.

Por parte da Unimed, ainda estiveram presentes o diretor vice-presidente, Alcy de Castro Mello, o diretor-superintendente, Danilo Gullo Ferreira, o diretor técnico Luis Eduardo Miranda Paciência, além de conselheiros do Hospital. Também compareceram ao evento, o presidente da Acil, José Mário Bozza Gazzetta, o diretor do Ciesp/Limeira, Jairo Ribeiro Filho, o representante do deputado federal Miguel Lombardi, João Santarosa, e o presidente do Condephali, Paulo Masuti Levy.

SEM COMENTÁRIOS