Home Região Boldrini inaugura Centro de Pesquisa referência na América Latina

Boldrini inaugura Centro de Pesquisa referência na América Latina

312
0
Por André Berenguel / CBN

O Centro Infantil Boldrini inaugurou, o Centro de Pesquisa Boldrini, maior centro de pesquisa latino-americano com foco em câncer pediátrico. O hospital filantrópico é referência em tratamento de doenças onco-hematológicas pediátricas, pesquisas científicas e capacitação profissional na América Latina.

A nova unidade conta com cerca de 5 mil metros quadrados de área construída, que abrigarão laboratórios com tecnologia de ponta, para aumentar a produção e disseminação de conhecimentos nas áreas de epidemiologia e da biologia molecular e celular do câncer pediátrico.

A evolução dos resultados de tratamento de câncer pediátrico obtidos no Boldrini ao longo das quatro décadas de atuação evidencia a importância do investimento em pesquisa. Na primeira década após a fundação da instituição (1978), o índice de mortalidade era de 52%; nos dez anos seguintes, esse número baixou para 37%, sendo reduzido para 31% na década posterior e alcançando a taxa de 21% após 2008 . Esta evolução coloca o Boldrini entre os principais centros de excelência na América Latina.

Ainda não satisfeita com o índice, a Presidente do Centro Infantil Boldrini, Silvia Brandalise, comenta que a meta é que nenhuma criança morra vítima de câncer

De acordo com Silvia Brandalise, hoje em dia a maior parte das pesquisas tem focado no câncer do adulto, o que consequentemente leva ao atraso na aplicação de novos conhecimentos e terapias alvo na oncologia pediátrica. Diante desse cenário, ela afirmou que o objetivo é mudar esse quadro.

Também disse que o Centro de Pesquisa não vai atuar de forma isolada mas integrada à outros departamentos de pesquisa e universidades, inclusive, com órgãos da União Européia e dos Estados Unidos.

O Boldrini atende 80% dos pacientes via SUS e 20% por meio de convênios privados. Os atendimentos do SUS geram 20% da receita; os convênios, 30% e os 50% restantes são oriundos de doações de pessoas físicas ou jurídicas.