Home Empregos Microempreendedores podem fazer manutenção em escolas de SP

Microempreendedores podem fazer manutenção em escolas de SP

321
0

A Secretaria da Educação de São Paulo está aceitando cadastro para microempreendedores interessados em prestar serviços de manutenção em escolas da rede estadual.

O Descola Trabalho, parceria entre Sebrae e Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), tem o objetivo de agilizar os processos de contratação e também contribuir na geração de renda das comunidades locais.

Nesta primeira fase, foram selecionadas 10 diretorias na capital e interior (veja lista abaixo). Nessas regiões, 721 unidades de ensino e 56 mil MEIs estão aptos a participar do projeto.

Na página da Secretaria Escolar Digital, no link “Obter acesso como empresa”, os profissionais devem preencher um formulário com dados pessoais e o “Cartão CNPJ”.

Se o cadastro for aprovado, o fornecedor será incluído no banco de oportunidades do projeto e poderá baixar no celular o aplicativo Descola Trabalho (gratuito e disponível para os sistemas operacionais App Store, Play Store e Microsoft Store).

Solicitação de orçamento online

Com o Descola, sempre quando precisar de serviços de baixo orçamento (por exemplo: pintura, troca de telha, reparo na fiação elétrica ou encanamentos) a Associação de Pais e Mestres (APM) conseguirá acionar a plataforma e pedir um orçamento.

A notificação é enviada diretamente ao celular do microempreendedor cadastrado. Em 2017, um projeto piloto foi implantado em um grupo de escolas das diretorias de Ensino Norte 1 e 2, em São Paulo.